Depois do Poker

quinta-feira, fevereiro 02, 2012

Como tinha dito no último post, vou começar a abordar aqui alguns assuntos que nunca foram abordados no cantinho. Aqui vai o primeiro...

 

O Poker Online é uma ferramenta espectacular para alguém recém-licenciado como eu, que aos 22 anos de idade, tinha menos de €1000 na conta bancária e estava disposto a trabalhar mais do que os meus adversários para ganhar dinheiro. É possível assim ganhar centenas de milhares de euros no espaço de 1 ou 2 anos e em alguns casos extremos (i.e. ainda mais extremos: milhões de euros.)

Não estou a dizer que todas as pessoas consigam fazê-lo, só que efectivamente é possível e que isso é quase impossível fazer de forma determinística fora do contexto do Poker.

Hoje em dia, já se lê em alguns blogs de jogadores Americanos, eles a falarem de para além de jogar Poker, ser importante ter algum tipo de rendimento sem variância. Falam de patrocínios de salas, vídeos educativos, "coaching" e livros.

Falando destes temas...


  • Hoje em dia não dou "coaching", porque a médio prazo, não me compensa tornar os meus jogos mais difíceis.

  • Vídeos educativos, vou fazendo qualquer coisa para a PokerStars, mas como regra geral são para níveis iniciantes, acho que não me vão prejudicar muito.

  • Livros, é algo que me agrada, visto fazer uma vez e depois continuar a receber "royalties" indeterminadamente, mas acho que ainda sou muito novo para escrever um livro.

  • Em relação a patrocínios, felizmente já tenho um patrocínio excelente.


De qualquer modo, nos quatro temas que acabei de mencionar, estamos a falar de soluções para o problema do "tempo extra" e tendo em vista a converter esse tempo em dinheiro/rendimentos. Costumam mencionar estas soluções como o  "business side of Poker".


Voltando agora ao jogo do Poker...

À medida que se vai subindo nos escalões do Poker, o ROI (retorno do investimento) vai sendo menor e menor, até que chega a um ponto em que é mínimo, mas mesmo assim compensa jogar com esses valores em comparação com valores mais baixos, porque digamos, "é um pedaço menor de um bolo muito maior". Há esta evolução, até chegar ao ponto em que a pessoa já não consegue subir mais por razões não-financeiras (ex.:jogos muito difíceis, falta de acção, etc). Nesta altura tem sentido procurar qualquer coisa extra Poker para aplicar o capital que não está a ser aplicado nas mesas de Poker.

Eu já tinha mencionado que 10% do que ganhava era para solidariedade, mas nunca mencionei o que fazia com o resto. Ora bem, cerca de 65%-70% do que ganho meto à parte para investimentos e gasto cerca de 20-25% no meu dia-a-dia Eu acho que isto é fundamental, porque embora eu neste momento consiga ganhar imenso dinheiro a jogar Poker online, não sei como vão ser as condições daqui a 2 ou 3 anos. Acho que li em algum lado "esperar o melhor, mas estar preparado para o pior".

Comecei por comprar em 2011 um apartamento T4 que tenho arrendado a estudantes, que todos os meses me transferem o dinheiro das rendas. Optei por arrendar a estudantes, porque sendo uma casa perto do metro, o retorno é substancialmente maior do que arrendado a uma família. Confesso que como tudo na vida, começar foi um bocado assustador, porque eu não conhecia ninguém no meio, não conhecia advogados, contabilistas, empreiteiros, etc. A minha namorada também quis aprender o negócio e dividimos as tarefas, de modo a criar a nossa equipa e o nosso plano de negócio. Hoje,  já tenho a minha equipa formada e sempre que há um problema, faço uma ou duas chamadas e o problema é resolvido. Não fiquem a pensar que ando a arranjar sanitas... :P

Fiz o investimento com 100% do meu capital, visto eu não querer estar a arriscar o dinheiro de outras pessoas sem dominar o negócio e os bancos estarem a oferecer "spreads" horrorosos de momento. Mas no futuro, pretendo aprender também sobre financiamentos de modo a aumentar os retornos.

Eu não quero ter X dinheiro na minha vida e acho que se uma pessoa achar que vai ser feliz quando tiver X dinheiro, por mais que seja, nunca o vai ser... O meu objectivo é receber mais de rendas do que o que gasto nas minhas despesas. Pois, aí serei financeiramente livre e só terei que trabalhar se quiser. O que é na minha opinião algo com um valor significativo e vale mais do que andar a gastar dinheiro em "bling bling" e a ser "baller".

O Poker Online proporciona-me o meu estilo de vida e honestamente não sei o que faria sem o ter tido na minha vida. No entanto, é um meio para alcançar algo e não um fim. Nos próximos anos, o plano é continuar a jogar Poker, ir metendo dinheiro de parte e ir comprando imóveis que me paguem rendas.

Podem acompanhar neste blog o que se vai passar a seguir :)

Também pode gostar de

21 comentários

  1. todas estas ideias sao muito intressantes, principalmente a de comprar imoveis e por arrendar a estudantes, antes de ter o dinheiro no banco ,o que assusta hoje em dia. GL nas mesas

    ResponderEliminar
  2. nice, havias de dar só uns truques para nós ganharmos alguns tostoes... hehehe

    ResponderEliminar
  3. Estou plenamente de acordo contigo... eu aos 24 com o que ganhava na informatica tb dizia que me reformaria aos 35, mas precauços da vida crizes mundiais acabei por chegar ao 35 e continuar a trabalhar, entretanto estou com 46 a caminho dos 47, com mais crise desempregado, o que juntei quendo novo ja se foi, e olha que não fiz vida abastarda, na situação de desemprego comecei a dedicar-me ao poker mas um azar nunca vem só, com mãos fantasticas, eis que vem um fdp de um russo com uma mão de merda faz all in e ganha tudo, que vida... tento aumentar o meu stack e estes bebados desgraçados não me deixam...
    Resumindo, acho muito bem que continues a jogar pois és uma boa influencia para os tugas que só agora entraram nestas andanças, ainda mais que continues a poupar pois não sabes o que te espera no amnhã.

    Um Abraço

    ResponderEliminar
  4. Acho que fazes bem André.
    É sempre bom teres dinheiro de parte...e do que adianta ser baller se daqui a uns anos vão andar aí a contar os tostões porque o dinheiro do poker já se foi?
    ;)
    PS: Devias fazer um post para o pessoal que usa a tua foto como avatar da stars...

    ResponderEliminar
  5. André como assíduo leitor do teu blog reparo que escreves algumas vezes algo sobre uma parceira/namorada. De que modo influencia uma relação a tua vida profissional? Nunca nos relatas-te nada sobre a tua vida amorosa, escrevendo por mim, revelo grande curiosidade na forma em que consegues conciliar o amor com a tua vida profissional, que como sabes nem sempre é bem vista por toda a gente. Seria interessante um post sobre amor, relações e planos familiares.


    Abraço e boa sorte!

    ResponderEliminar
  6. E é por estas e por outras que te considero sem a menor dúvida um dos melhores jogadores de Poker a nível mundial!
    Não estou só a falar do André jogador, mas sim do André Ser Humano pois  não é nada usual encontrar alguém tão "earth to earth" como tu!

    Gosto imenso da tua maneira de pensar a vida e acima de tudo da tua humildade. Não é por ganhares 100k que tens de gastar 90k, ou que tens de mostrar que tens e que podes fazer o que o comum mortal não pode.

    Fazes a tua vida tranquilo sem preocupações, trabalhaste, estudaste e ainda estudas para manteres este nível a que nos habituaste, tanto no cantinho como agora no casarão! =P

    Continua a ser como és, humildade e muito trabalho acima de tudo André! Gostaria de como já foi comentado, um post acerca das relações pessoais no Poker, pois pelo que sei a tua namorada fez uma Poker break? =/

    E ainda falta o livro!
    Sim, enquanto não o começares a escrever não paro de chatear com isso... eheh

    Grande Abraço!

    ResponderEliminar
  7. Olá André: antes de mais obrigado por partilhares connosco a tua vida pessoal que, pelo acompanhamento que faço desde há cerca da 2 anos do Cantinho, percebo que prezas muito.
    Gostava de saber qual a tua opinião acerca da futura regulamentação do poker. Não achas que o facto de expores os teus ganhos “ao mundo” te prejudicará caso se opte por tributar os ganhos passados? No caso do poker nacional ficar confinado ao nosso pequeno rectângulo, pensas emigrar como já o fizeste antes? Como processas os cash outs (que no teu caso serão elevados)?
    Sei que são temas eventualmente delicados de responder, mas gostava muito de saber a tua opinião, mesmo que fosse bastante genérica.
    Cumprimentos,
    VMBernardo

    ResponderEliminar
  8. Obrigado a todos!
    Fico contente por terem gostado do post!

    Respondendo às perguntas:

    Claudio Passos: Obrigado por partilhares a tua história connosco! E desejo-te melhor sorte nas aventuras com os Russos :)

    Helder: Pode ser que a Katerina volte a escrever no blog dela...

    VMBernardo: Do pouco que entendo do assunto, tenho ideia que é ilegal tributar retroactivamente. Eu não sei o que se vai passar, ninguém sabe..., mas como tentei explicar neste post, o meu plano é ter sempre algumas opções em aberto para o que possa vir a acontecer.

    Manuel Osorio: Talvez um dia eu escreva qualquer coisa sobre o assunto em conjunto com a Katerina, mas não vai ser para breve.

    ResponderEliminar
  9. [...] falei no post “Depois do Poker“, eu vou investindo o meu dinheiro em algo que me possa proporcionar rendas e o objectivo [...]

    ResponderEliminar
  10. Excelente post André. Caso penses noutras alternativas de investimento, ligadas aos mercados financeiros, que não necessitam de muito tempo, nem de conhecimentos muito profundos, sugiro que leias e estudes um post no forum Caldeirão de Bolsa e o livro Little book of Common Sense Investing. É uma filosofia de investimento a longo prazo, cujo objectivo é aproveitar a subida secular dos mercados. Penso que não irás dar o tempo como perdido. O post é este:
    http://caldeiraodebolsa.jornaldenegocios.pt/viewtopic.php?t=76243&sid=22d47b040affc04d6a0d0ea141acc7e0&js_link=1
    Um abraço

    ResponderEliminar
  11. Parabens rapaz, lembro de te ver no DCC onde tb fiz a licenciatura em CC, agrada-me ver-te a safares-te tao bem!!! Parabens abraço

    ResponderEliminar
  12. andre podias me dar algumas noções sobre transferência de dinheiro do poker para uma conta portuguesa como é que são pagas as taxas deste tipo de dinheiro, e como é que geres essa parte da tua carreira. Agradecia que me explicasses esta parte, pois agora ja tou a tirar um bom rendimento do poker e gostaria de ficar esclarecido quanto a isto. Abraço

    ResponderEliminar
  13. André, como tens muitos dollares, podes mandar 50$ pro "viseense" pra começar a jogar com dinheiro real, pode ser?

    ResponderEliminar
  14. [...] expliquei num post já neste blog, o meu objectivo a longo prazo é ser financeiramente livre e só trabalhar se quiser. Eu acho que [...]

    ResponderEliminar
  15. Explorar estudantes com rendas altas. NH.
    És um tal capitalista és.

    ResponderEliminar
  16. Gostaria que fizesses um comentário sobre a não randomização do baralho da Pokerstars.............

    ResponderEliminar
  17. Obrigado e abraço :)

    ResponderEliminar
  18. Não dou dinheiro a ninguém para jogar Poker!

    ResponderEliminar
  19. A melhor coisa é consultar um contabilista!

    ResponderEliminar
  20. Antes de eu comprar a casa, ela estava à venda há algum tempo e ninguém pegava nela. Eu tento dar as melhores condições possíveis a quem está na casa. O preço, é o preço ditado pelo mercado, sendo que existe muita oferta e ninguém é obrigado a ficar nesta ou naquela casa.

    Pensa que o que eu fiz foi dar mais uma opção aos estudantes e ao criar mais oferta embora seja uma coisa microscópica, acabei por baixar os preços das rendas em geral.

    É tudo uma questão de perspectiva, mas certamente não me vejo como um explorador!

    ResponderEliminar
  21. Tens informação detalhada sobre o assunto aqui: 
    http://www.pokerstars.pt/poker/room/features/security/

    ResponderEliminar