$100K Dia 11

Nos primeiros 10 dias do desafio (tirando o 1º) tenho estado a jogar com uma gestão de banca muito muito conservadora, só subindo de nível com 200 buy-ins. No entanto, eu agora sinto que já sou bom o suficiente para ser vencedor nos micro-stakes e 200 buy-ins parece-me ser demasiado conservador, embora 100 buy-ins ainda me pareça demasiado especulativo.

Isto criou um problema, porque não me agradou uma gestão de banca tradicional de 100 ou 200 buy-ins e precisava de uma solução intermédia, já que por um lado não queria arriscar muito, mas ao mesmo tempo não queria prejudicar o crescimento da banca.



É preciso ter em atenção que a gestão de banca não é simplesmente matemática, é também muito emocional e depende da situação da pessoa.

Uma pessoa que possa fazer um novo depósito caso fique sem dinheiro, ou tenha vários níveis para descer se perder, pode arriscar muito mais do que alguém na situação oposta.

A forma como lidamos com as descidas de banca do ponto de vista emocional também é importante, porque se estivermos com uma gestão que matematicamente é correcta, mas que emocionalmente é demasiado agressiva ou passiva, vai afectar a nossa forma de jogar e potencialmente o nosso estilo de vida, o que é horrível!

Após algum tempo a pensar na questão, decidi que o que ia fazer é só jogar torneios onde tenha 100 ou mais buy-ins na conta.

Isto é bem mais agressivo do que a gestão de banca dos 200 buy-ins, porque subo de nível logo quando tenho mais de 100 buy-ins e ao mesmo tempo mais conservadora do que a dos 100 buy-ins, porque com 100 buy-ins não posso jogar esse nível.

Exemplo: Tenho 5 torneios abertos de $1 e no cashier tenho $99. Eu aqui o próximo torneio que abrir vai ser de $0.5.

Exemplo: Não tenho nenhum torneio aberto e tenho $220 na conta. Posso abrir 10 torneios de $2 e se não acabar em lugares premiados até ter que abrir outro, o seguinte vai ser de $1 ou $1.5 dependendo de como eu fizer.

Por outras palavras, a nível de torneios, posso jogar o que quiser desde que seja menos de 1% do que tenho no cashier e o dinheiro dos torneios abertos já não conta para a banca a menos que eu acabe nos lugares premiados e aí faço o ajuste quando fizer refresh no cashier.

Isto não é nada de especial, eu só queria uma regra que fosse fácil de seguir e que ao mesmo tempo me permita ter um bom equilíbrio entre o risco de regressão e crescimento da banca.

Voltando ao dia de ontem...

Joguei torneios cerca de 87 torneios, maioritariamente de $1.5 com 45 jogadores e acabei com um lucro de $2.



Não gostei nada de jogar os torneios de 45 jogadores, acho que depois de me habituar aos de 90 jogadores, os de 45 parecem aborrecidos...

Hoje vou jogar os de 90 jogadores até chegar aos $250 e a partir daí começo a jogar os de 180 jogadores :)

Estratégia

Hoje decidi fazer uma experiência e colocar um vídeo com a análise de uma mão.

Este vídeo tal como todo o material audio-visual que pretendo produzir é em inglês, por uma questão de ter um alcance maior.



Deixem-me a vossa opinião e se gostarem do vídeo façam "like" e partilhem com os vossos amigos.

Se em geral o feedback for positivo, eu vou continuar a fazer mais, talvez diariamente .

$100K Vlog #2 (Em Inglês)



O material audiovisual, vou fazer exclusivamente em inglês, porque exige bastante tempo e em inglês chega a um público mais abrangente. De qualquer modo, vou publicar à mesma neste blog, para que quem quiser ver, possa ver:


$100K Dia 10

Estratégia

Na página do facebook coloquei há uns dias atrás um print-screen do primeiro torneio de 90 jogadores que ganhei e muitos seguidores perguntaram o que é que eram àquelas notas todas a amarelo.



Amarelo é a cor que a PokerStars mete por defeito nas notas, portanto a cor só por si não quer dizer nada.

No inicio do torneio gosto de meter notas em dois tipos de jogadores:


  1. Os que vão all-in pré-flop com mãos más.

  2. Os que vão all-in pré-flop directo só com mãos boas.


Em relação ao primeiro caso, o ajuste é acrescentar mais mãos ao nosso range de ir all-in contra eles.


Também é preciso ter atenção ao número de jogadores que faltam falar! Por exemplo, se eu souber que um jogador está a ir all-in com J5s...: Na 2ª posição se calhar vou all-in com AQ+ e 99+, ou algo do género, porque ainda faltam muitos jogadores falar e podem acordar com uma mão. No entanto, se eu estiver na Big Blind, aí o range aumenta bastante e posso ir all-in com mãos tipo ATo, A9s, KQs, 77, etc.


Sim, é estranho ir all-in com este tipo de mãos na fase inicial do torneio, mas..., se duplicarmos logo cedo a stack com uma vantagem razoável, depois temos mais margem de manobra mais tarde.


Em relação ao segundo caso, é mais interessante.


Quem normalmente faz isto são os jogadores que estão a tentar crescer a banca deles para ir mais longe e fazem esta jogada porque é rentável nestes limites, já que normalmente são pagos por pior e não querem arriscar perder valor nas mãos a jogar flops. No entanto, isto é altamente explorável, se apanharem um jogador a fazer isto constantemente  podem fazer um re-raise pré-flop sempre que eles não forem all-in e apostar no flop se eles derem call, porque eles vão estar com um range de mãos muito mais fraco do que o normal, já que com as melhores mãos vão all-in ;)


Se eles forem all-in no entanto, é melhor ajustar o nosso range e pagar com menos mãos do que o normal, aqui até faria fold a AK e QQ, dando só call com KK e AA, porque o range deles é fortíssimo!


Se vocês forem do grupo de jogadores que fazem isto pré-flop, podem tentar jogar mais pós-flop e tentar trabalhar essa parte do vosso jogo, ou se não o quiserem fazer, vão ter que que o fazer uma percentagem das vezes, ou deixar de fazer raises nos primeiro níveis.

Gestão de banca

Como já me estava a sentir confortável a jogar 9 mesas em simultâneo, decidi aumentar o número de mesas e jogar 12-16 mesas ao mesmo tempo...

Ainda não estou nesse nível e embora tenha ganho 3 torneios de 90 jogadores, os resultados não foram grande coisa...



Acabei o dia a perder $1.



Ao jogar mesas a mais, cometi imensos erros que normalmente não cometia, já que não tinha tanto tempo para pensar e fiquei cansado muito mais rapidamente.

Uma coisa que me irritou bastante, foi uma ou duas situações onde eu sabia que estava batido, mas com o cansaço o meu auto-controle já estava desgastado e eu convencia-me de alguma forma a fazer calls que eu sabia que eram errados, pensando "mas, as odds são 4-1, basta eu estar certo mais de 20% das vezes para ser rentável", só que é daquele tipo de situações onde na realidade só posso dar call com odds de 20-1 ou algo do género, porque é raríssimo alguém fazer aquele tipo de jogada.



E agora perguntam-se..., "mas porque raio é que tu aumentaste o número de mesas se estavas confortável?"

Porque é assim que eu vou vendo onde é que é o meu nível de conforto

Aumento ->

  • Sinto-me bem, mantenho.

  • Sinto-me mal, volto atrás


E de x em x tempo vou fazendo esta experiência para ir aumentando o número de mesas e consequentemente o volume de jogo.

Isto das mesas tem que ir devagarinho, mas eu acho que na parte final do desafio vou poder jogar mais mesas em simultâneo.

Quem sabe, algo deste género... :)



Em termos de que torneios jogar, eu não planeei grande coisa antes do desafio começar, só vi que torneios é que havia nos micro-stakes, para saber até que ponto é que podia descer e começando com $100, podia jogar de $1, $0.5 e $0.25, etc, o que já dá alguma margem para errar. E essa margem foi importante, porque no primeiro dia do desafio eu estava a jogar mal e perdi 30% da banca.

Ainda faltam dois dias para terminar o mês e acho que duplicar a banca no "primeiro mês" (12 dias de jogo) seria um valor interessante, pelo que não vou subir de limites nos próximos dois dias.

No entanto, para o próximo mês acho que vou ser um pouco mais ambicioso do que "duplicar"...

$100K Dia 9

Estratégia

battlebox02

Pediram-me se podia falar um pouco da minha estratégia actual para as várias fases dos torneios de 90 jogadores.

10/20 15/30 e 25/50

Nestes 3 níveis eu jogo bastante tight das primeiras posições., normalmente só pares, AK e AQ.

Depois à medida que a minha posição da mesa se aproxima das blinds, acrescento mais algumas mãos ao range, já que vão dominar mais vezes os outros jogadores (AJ, AT, KQs, KJs, etc)

A nível de mãos especulativas, sigo a estratégia que falei há uns posts atrás dos 5% e 3%.

- 50/100

Este é um nível um  bocado estranho, porque se não tivermos ganho umas fichas não vamos ter grande margem de manobra pós-flop.

Aqui continuo a jogar mãos muito fortes das primeiras posições e nas últimas posições tento garantir o valor das minhas mãos através de all-ins contra jogadores mais agressivos, ou quando tenho alvos mais passivos nas blinds, abro mais o meu jogo e tento acrescentar algumas fichas à stack.

-100/200

Se já tiver ganho fichas, este nível joga-se de forma muito parecida ao 50/100, sendo que é preciso ter cuidado com as mãos que abro quando há jogadores com menos de 10BB, já que muitas vezes vou ter as odds para dar call ao all-in deles.

>125/250 antes

A partir daqui eu tento ser um pouco mais agressivo, porque já há antes, embora tenha cada vez mais cuidado com a minha stack e mesmo quando estou a ser agressivo, tento ser algo selectivo com as mãos.

- Bolha

Perto da bolha, é importante identificar o quão importante é para os jogadores nas posições mais perto da nossa ficar no dinheiro. Há jogadores que vão fazer fold a ATo, há outros que pagam KTo com 10 Big Blinds .

Eu aqui, como disse no post anterior, muitas vezes abro também a outra mesa desse torneio, para ver como as coisas estão, de modo a ver se a bolha está para durar, ou se vai terminar rapidamente.

- Mesa Final

Chegando à mesa final, eu tento jogar um pouco ao contrário dos outros jogadores.

Se eles estiverem a ser agressivos, espero que eles se matem uns aos outros para depois eu entrar em acção com uma imagem mais conservadora.

Se eles estiverem a ser passivos, eu quero tirar partido disso e construir aí uma stack para fechar o torneio.

- Conclusões

Em todo o torneio a minha estratégia é jogar de forma relativamente conservadora e tentar explorar situações onde os jogadores têm tendências ou demasiado agressivas  ou demasiado passivas.

É importante ter em atenção, que normalmente os jogadores que encontramos ao inicio a ir all-ins a torto e a direito, não costumam ir muito longe no torneio, pelo que embora quando joguemos ao inicio se sinta que é um torneio de micro-stakes, quando chegamos à mesa final já o nível dos jogadores é mais alto e mais perto do nível médio dos stakes a seguir, pelo que não se pode esperar o mesmo tipo de erros.

Claro que algumas vezes esses jogadores chegam à mesa final, devido a variância positiva e nesses casos é preciso ter muito muito cuidado e ajustar correctamente a nossa estratégia.

Espero que este pequeno guia vos ajude :)

Gestão de Banca



Ontem joguei 6 horas e 20 minutos e foi brutal! Ganhei cerca de 100 buy-ins!

A única coisa que correu mal, foi ter levado outra badbeat no Hot $0.55, mas não se pode ter tudo e não me estou a queixar :P



Já houve seguidores a dizer que gostam de ver a minha distribuição de lugares diária, pelo que enquanto jogar estes sit-n-gos vou metê-la aqui:



Acho que nesta imagem se nota muito a estratégia que eu estava a dizer das mesas finais, já que a grande concentração de resultados é no top4.

Hoje vou continuar nos sits de $0.5 de 90 jogadores e se chegar aos $200, subo para $1 90 jogadores :)

$100K Dia 8

Pedidos

Hoje vou começar o post com alguns pedidos que me fizeram:

- HUD



O meu HUD é muito semelhante "Default" do HM2, com alguns extras que me facilitam a vida.

Eu gosto de o manter o mais simples e compacto possível para não roubar espaço na mesa.

Eventualmente vou meter mais estatísticas, mas para já serve perfeitamente.

- Sharkscope

Pediram-me se podia fazer reset ao meu sharkscope a partir de 1 de Janeiro para ser mais fácil acompanhar o meu progresso no desafio.

Fica aqui o gráfico do lucro até à data para referência:



Estratégia

Vou começar a secção de estratégia com o fold do dia:

~

Porque raio é que eu fiz fold quando tinha só uma Big Blind atrás?

Não, eu não consigo ver as cartas que vêm no flop antes de ele sair :P

Foi uma situação interessante, porque embora tenha umas odds absurdamente boas para dar call, estávamos a jogar mão por mão já que estávamos na bolha do dinheiro. O que aconteceu foi que um jogador na outra mesa da bolha foi eliminado e tinha uma stack superior à minha, pelo que se eu fosse eliminado nesta jogada, ficava fora do dinheiro, mas se sobrevivesse, ganhava 2 buy-ins.

Ali a minha stack vale menos do que 2 buy-ins, pelo que preferi fazer o fold, ficar nos lugares premiados e ainda ter uma hipótese de ir mais longe se ganhasse as próximas mãos.

Houve também uma situação em que eu só tinha 3 antes (nem 1 Big Blind) e fiz fold a duas mãos seguidas, porque na outra mesa havia um jogador que ia all-in antes de mim e acabei por ainda ganhar 2 buy-ins.

Quando chegamos à bolha eu gosto sempre de abrir a outra mesa porque o que se passa lá influencia um pouco a dinâmica da minha mesa.

Muitas vezes vão-me ver a ser super agressivo na bolha, mas noutras vezes..., nem tanto :)


Gestão de Banca


Ontem não cheguei a nenhum Heads-up e os resultados mostraram isso:



Joguei 9 mesas ao mesmo tempo e senti-me um pouco cansado ao final do dia.


Hoje vou jogar um pouco menos que ontem, porque vou ser anfitrião de algumas mesas finais do TCOOP, mas vou aproveitar o freeroll de $5k semanal dos chromestar!


Tirando isso, vou manter a estratégia de ontem, jogar muitos torneios e sempre que houver uma mão onde tenha dúvidas, colocá-la na página do facebook para debate-la com quem me segue. Iam ficar impressionados com o quão rapidamente se aprende desta forma!


ah..., eu não costumo queixar-me das badbeats, mas como foi num dos poucos scheduled que eu jogo e foi feia...

$100K Dia 7

Estratégia

Ontem foi um dia diferente no desafio... Já comecei a sentir melhor o que se passa nas mesas, o que pretendo de cada mão, o que os meus adversários estão a fazer em função das jogadas deles e começo a entender o que fazer com os números do HUD.



Já deu para fazer bastantes bluffs ontem, sendo que acertei a grande maioria deles, talvez 80% ou 90% dos bluffs! Vou começar por um básico, apenas da leitura dos números:



Esta mão pode parecer estranha apresentada assim, mas o HUD do HoldemManager dizia que este jogador estava a jogar 15/8. O que é que isto quer dizer? Que fazia raise com 8% dos 15% das mãos que jogava.

Quando ele faz só call naquela posição com estes números, eu meto-o em cartas altas e pares, sendo que há mais combinações de cartas altas do que pares. Como acho que aquele flop não lhe vai acertar a mão dele uma boa parte das vezes e os jogadores 15/8 jogam normalmente para acertar ou desistir, decidi apostar para ganhar o pot uma percentagem das vezes. Se assumirmos que quando faço check perco sempre a mão e que quando aposto aquele valor ele desiste pelo menos 40% das vezes, já é rentável!

É claro que eu não ia fazer isto contra um daqueles jogadores que nunca larga as mãos, mas aqui acho que é rentável!

Há algumas coisas que eu tenho feito para ter vantagens sobre os jogadores destes níveis, porque se fosse para jogar sem ter vantagens, não valia a pena, o rake comia-nos vivos!


  • Jogar fundamentalmente em posição.

  • Jogar com mãos mais fortes que os outros jogadores.

  • Jogar mãos especulativas pelo preço certo

  • Jogar com um HUD


Posição

A questão da posição é mesmo muito importante, porque o Poker é um jogo de informação incompleta e ao termos posição sobre os outros jogadores, sabemos como eles reagem às cartas na mesa antes de termos que tomar uma decisão e isso permite-nos tomar uma decisão melhor.

Isto dá para contrariar até certo ponto apostando primeiro (como no QJo) e com os check/raises, mas quanto maior for a stack em comparação com as blinds, mais importante vai ser a posição, já que se controla também melhor a sequência de apostas!

Selecção de Mãos

Jogar mãos mais fortes que os adversários é uma vantagem, já que quando vemos um flop eles vão estar muitas vezes dominados. Imaginem por exemplo que no primeiro nível eu jogo sempre AK, mas não jogo KJ. Eu faço um raise de AK e um adversário dá call com KJ que é uma mão "com duas figuras". O flop vem K23. Ele já não vai largar o seu KJ e eu ao ser mais selectivo nas mãos que jogo, consegui logo ali uma vantagem, porque a mão dele vai-lhe parecer demasiado forte para largar, quando está na realidade completamente dominada, devido a má selecção de mãos pré-flop.

Mãos especulativas

Mãos como 22 ou 67s são normalmente bastante fracas pré-flop, mas pelo preço certo, podem ser muito rentável contra adversários que não conseguem largar AA numa board 4528 por exemplo. Quantas vezes não ouvimos jogadores amadores que acabaram de perder o torneio com AA a queixarem-se da má sorte... Se calhar terem feito só call de AA para fazer uma armadilha não vos tornou o predador, mas sim a presa!

Regra geral mãos como 22 e 67s ganham valor a ver flops com blinds pequenas em comparação com a stack e vários jogadores na mão. Ao mesmo tempo que AA perde valor quando essas mãos ganham valor.

Informação estatística

A versão de stakes mais baixos do HoldemManager custa $60, mas se jogarem mais de 4 mesas, acho que é dinheiro bem gasto, porque vai-vos permitir jogar mais mesas ao mesmo tempo e no futuro analisar melhor as mãos depois das sessões. Mais uma vez, é um jogo de informação incompleta, portanto toda a informação de qualidade que conseguirem ter, vai ajudar!

Ao inicio o software é um pouco confuso/complicado de se utilizar, mas se forem ver os manuais e vídeos no site deles, acho que podem aprender rapidamente.

Gestão de Banca

Ontem foi mais um dia que correu bem com 3 vitórias em 9 mesas finais!



E a banca cresceu um pouco mais.



Eu já ando com alguma vontade de subir de stakes e jogar os torneios de $1, mas não quero mesmo arriscar muito nesta altura do desafio, porque não tenho muitos níveis por onde descer. Mais à frente quando entrar nos low-stakes acho que vou arriscar um bocadinho mais no que toca ao número de buy-ins.

De qualquer modo, ontem estive mais uma vez a jogar 6 mesas em simultâneo durante 8 horas e ao contrário do dia anterior que tinha sido cansativo, ontem aborreci-me um bocado. Hoje portanto, vou aumentar para 9 mesas em simultâneo e ver como me sinto.

AH..., fiquei nos lugares premiados do Hot $0.55, mas infelizmente perdi um all-in com JJ contra AT e um par pequeno qualquer e não deu para ir mais longe. Hoje há mais!

$100K Dia 6

Na segunda-feira, deu para descansar bastante e ainda consegui ler um pouco do Kill Everyone! Em apenas algumas páginas de leitura, encontrei bastantes conceitos que quis aplicar de imediato no meu jogo, mas..., tive que esperar até quarta-feira, porque já tinha bastante trabalho extra-jogo na terça.

Estratégia

Uma das coisas que falam no livro, é a regra dos 5 e dos 10, e dos 3 e dos 6.

O que os autores recomendam é em geral sempre que tivermos que investir 5% ou menos da stack efectiva com um suited connector (67s, 89s, etc) ou um par, para pelo menos pagar para ver o flop. Quando o investimento com esse tipo de mãos (os pares altos não se faz fold) for superior a 10% para fazer sempre fold. Entre os 5% e os 10%, é uma área cinzenta que depende de caso para caso.

A regra dos 3 e dos 6, é a mesma coisa para suited gappers (57s, 68s), connectors altos (T9o) , suited Aces (A2s+), etc.

Ontem já comecei a incorporar isto no meu jogo, sem me meter em grandes aventuras e já deu alguns resultados interessantes.



Outra coisa que tenho estado a estudar no livro, são os ranges de equilibrium para ir all-in e fazer fold longe do dinheiro. Ainda estou a ganhar o "feeling" desses ranges, pelo que ainda vou demorar pelo menos mais uns dias até ter uma boa ideia de como jogar essa parte do jogo.

Esses não se pode aplicar à letra, porque os jogadores pagam demasiadas mãos nas primeiras posições e menos do que deviam nas últimas, pelo que é importante ajustar aí.

Ontem também comecei a aperceber-me de algumas situações..., basicamente sempre que eu apostava para valor e alguém me pagava, eu fazia uma nota mental da situação e pensava "aqui está uma boa situação para bluff" e quando fazia um bluff que não funcionava "aqui está uma boa situação para valor". É possível que nos próximas dias me vejam a fazer algumas apostas mais estranhas post-flop, mas vou tentar ficar com uma ideia do que funciona e não funciona e tentar explorar isso.

Gestão de Banca

Como tinha montes de coisas novas para experimentar ontem, decidi só jogar 6 mesas em simultâneo. E como já me estava a sentir melhor a nível de saúde (estive bastante constipado e fraco na semana anterior) optei por experimentar jogar 8 horas seguidas, em que quando perdia um torneio abria outro.

Eu fiz isto, porque aos poucos quero habituar-me a jogar torneios longos e estar tanto fisicamente como mentalmente preparado para quando chegar a fases finais de torneios importantes.

Como fiz tantas horas seguidas, acabou por ser o dia com mais volume e consegui finalmente alcançar ChromeStar!



Nos próximos dias já vou tirar partido do estatuto e jogar os freerolls diários de $1000 e o semanal de $5000, que com um investimento nulo podem aumentar substancialmente a minha banca inicial!

E..., a pedido de várias famílias, também vou começar a introduzir o Hotter $0.55 (21:45 GMT-0) no meu horário de trabalho!



Voltando ao dia de ontem..., finalmente ganhei o meu 1º torneio de 90 jogadores! E..., também ganhei o meu 2º e 3º e 4º!!!



Isto claro deu origem a uma subida de banca simpática e finalmente a banca parece que está a ir na direcção certa!



Uma coisa importante e que eu já disse várias vezes a pessoas que perguntaram, quer aqui, quer na minha página do facebook, é que eu não estou na fase de construir uma banca!

Eu estou sim, na fase de aprender o básico, as bases para poder ser competitivo nos próximos níveis.

Neste momento não tenho pressa nenhuma de construir banca, a minha "pressa" é de aprender um pouco todos os dias e em cada dia que passar, tornar-me um pouco melhor do que era no dia anterior. A banca vai aparecendo à medida que eu jogo e evoluo, sem stress! Se depois claro na fase final do desafio, for necessário meter mais tempo e volume de jogo, eu lá estarei, mas vou meter esse volume quando as minhas decisões em média forem melhores e aí vou colher mais frutos das mesmas!

$100K Vlog #1 (Em Inglês)

O material audiovisual, vou fazer exclusivamente em inglês, porque exige bastante tempo e em inglês chega a um público mais abrangente.

De qualquer modo, vou publicar à mesma neste blog, para que quem quiser ver, possa ver:

$100K Dia 5

Hoje é o meu dia livre, pelo que vou estar um pouco "offline" e amanhã vou gravar o meu vlog em inglês e trabalhar um pouco num livro sobre o desafio, pelo que só me vão voltar a ver nas mesas lá para quarta-feira. De qualquer modo, sempre que tiver um tempo livre vou aproveitar para ler sobre torneios e continuar a aprendizagem. Eu estou a gostar bastante de aprender e sentir que todos os dias melhoro um pouco em algo útil é fantástico e deixa-me com uma enorme sede de aprendizagem!



Estratégia

Ontem decidi que ia jogar um pouco mais do que nos dias anteriores e acabei por não estudar muito no sentido tradicional da palavra, mas discuti bastantes mãos na minha página do facebook e deu para encontrar algumas falhas!

Mão #1


Aqui a minha justificação para o fold, foi que achava que o jogador que faz re-raise no flop ia ter um range para meter a stack que me ia dominar uma grande parte das vezes.

De onde vem este argumento? Más experiências e medo. É um erro típico dos jogadores amadores perderem numa determinada situação e a partir daí assumirem que vai ser sempre igual na mesma situação. Claro que com os meus "4 dias de experiência" não fui a excepção à regra e cometi este erro.

Esta jogada tem alguns problemas! É que se eu não tiro valor da mão quando tenho dois pares, então o valor dela fica bastante mais reduzido e nem sei se ainda compensa investir as 10 fichas ali fora de posição.

A mentalidade aqui tem que ser "eu tenho uma mão super forte, eles vão ter mãos melhores algumas vezes, mas faz parte e como a minha mão vai ser a melhor a maior parte das vezes, a longo prazo vou ganhar dinheiro".

A jogada correcta tinha sido check/allin. Aqui é preferível fazer o check para deixar os outros jogadores aumentarem o tamanho do pot para jogar pela stack, porque fora de posição com um pot tão mais pequeno que a nossa stack, fica complicado aumentar o pot de forma gradual apostando nós primeiro, a menos claro que levemos com um raise.

Mas, hoje em dia já todos fazem check/raise a torto e a direito, pelo que não é nada novo para a maioria das pessoas...

 Mão #2

Esta segunda mão foi numa mesa final de um torneio de 90 jogadores turbo



Antes de analisar a mão é importante olhar para a estrutura



Como podem ver, há ali um salto do 13º para o 12º de $0.99, mas o próximo salto para a final table é de apenas $0.22,

Vamos olhar para isto em termos de saltos


  1. Top12 +$0.99

  2. Top9 +$0.22

  3. Top8 +$0.24

  4. Top7 +$0.27

  5. Top6 +$0.4

  6. Top5 +$0.71

  7. Top4 +$1.01

  8. Top3 +1.83

  9. Top2 +$1.82

  10. 1º +$3.71


Basicamente, até ao salto de 6 para 5 jogadores, subir uma posição vale menos do que ficar nos lugares premiados e depois começa a valer mais. O que isto quer dizer, é que é na altura inicial da mesa final deve-se arriscar mais para chegar à fase final com uma boa stack e lutar pelos primeiros lugares.

Voltando agora à nossa mão..., eu já expliquei aqui o porquê de isto ser uma boa altura para arriscar e a razão porque fui all-in com aquela mão, foi a de acreditar que o jogador da 1ª posição pudesse ter um range mais fraco e desistir da mão e aí com as fichas todas que já estavam no meio, compensaria arriscar com o meu AQ para acumular fichas e tentar chegar mais longe no torneio. O que eu não tive em conta, foi que o jogador da 1ª posição fez uma aposta de 4 Big Blinds! Estas apostas normalmente querem dizer força e que ele não quer jogar flops porque a mão é demasiado forte e não quer arriscar-se a ficar com a pior mão no flop. Lá está, o medo de más experiências anteriores se repetirem!

Tendo isso em consideração era um claro fold, porque as fichas dele já não eram fichas mortas, acho que ele vai dar call com a mão que considera ser super forte a maior parte das vezes.

Se gostaram das análises, sigam a minha página no facebook, que temos lá tido várias análises diárias de bons jogadores!

Gestão de banca

Ontem consegui chegar aos $106 depois de ter perdido 30% da banca no primeiro dia do desafio. Claramente foi um erro começar com 100 buy-ins, porque eu no 1º dia provavelmente era um jogador perdedor e devia ter começado com uma banca que me desse mais margem de manobra enquanto estou a aprender o básico. Se tivesse que começar outra vez, tinha começado por jogar com 200 buy-ins os torneios de 45 e quando me sentisse mais à vontade, mudava para os de 90 jogadores.

Depois de chegar aos $106, mudei para os torneios de 90 jogadores turbo também e embora tenha feito duas ou três mesas finais, nunca consegui acumular fichas para chegar aos lugares com prémios mais chorudos, pelo que acabei por perder um pouco, mas mesmo assim terminar o dia positivo!

Joguei 61 torneios em 6 horas.



O meu plano para já é manter-me nos de 90 jogadores a menos que desça para $75 e quando conseguir chegar aos $200 subir para $1 turbo de 90 jogadores e depois logo vejo. Não vale a pena planear muito à frente que estas coisas às vezes são rápidas, outras vezes não tanto e não depende só de nós.

De qualquer modo, o plano para a próxima semana vai ser meter um volume grande, continuar a discutir as mãos que não tenho a certeza da jogada no facebook. Isto permite-me jogar mais situações de jogo, ter mais mãos para discutir e no inicio de Fevereiro ou assim já ter uma quantidade razoável de mãos na minha base de dados do Holdem Manager para procurar falhas.

Ah..., já me esquecia!



Está quase!

Em termos de pontos, este mês vou ficar pelo ChromeStar, mas talvez no próximo mês dê para chegar a SilverStar. Não há pressa!

$100K Dia 4

Ontem não consegui arranjar tempo para escrever o post antes de me deitar, daí só escrever agora.

O dia começou um bocado mal, porque durante a noite houve uns ventos como eu nunca tinha visto antes e eram de uma tal brutalidade que os estores saíram do sitio e estavam a bater contra a janela. Acho que o meu primeiro pensamento quando acordei com tal cenário foi "Será que os Maias só erraram por um mês?", mas agora que já estou a escrever um dia depois, posso dizer que o mundo ainda não acabou!



Tive que estar a meter o estore para dentro e depois meti todos os estores da casa para cima, de modo a não saírem do sitio e baterem contra a janela. Acabei por pegar num colchão e dormir no corredor, porque não tenho cortinados e com luz não gosto nada de dormir...

De manhã quando acordei, fui à janela e os vizinhos que tinham deixado os estores no sítio, ficaram sem eles. Era só restos de estores todos partidos pelo chão. Depois quando saí de casa, havia algumas árvores no chão e as que tinham sobrevivido estavam todas com uma certa inclinação para o lado que o vento as empurrou.

Isto tudo para dizer que não dormi grande coisa!

Depois de almoço tive que fazer uma pausa para a sesta, porque não me estava a sentir grande coisa. Falta de descanso + constipação = GG

Mas, senti-me um pouco melhor depois e estava na hora de voltar ao trabalho!

Estratégia

Como tinha decidido que ia estar umas 3 horas a rever mesas finais, pensei "porque não rever publicamente?" Assim tinha feedback de mais pessoas e o tempo que eu ia gastar podia ser útil para mais pessoas. Então perguntei no facebook se havia gente interessada e como tive feedback positivo, decidi avançar.

Demorei um bocado a configurar o meu pc para fazer streaming do ambiente de trabalho, mas eventualmente consegui e tivemos umas horas a falar sobre algumas das minhas mesas finais.

Se não tiveram a oportunidade de acompanhar ontem, podem ver aqui: http://pt.twitch.tv/acoimbrapoker

Uma coisa que eu estava a fazer mal ao ínicio era jogar com 20 Big Blinds como se fosse com 10 e dá para ver isso nestas mãos de mesas finais:

Mão #1



Nesta mão acho que não é uma jogada que perca dinheiro, mas há jogadas mais rentáveis. Como era contra um jogador relativamente tight, um re-raise e depois reavaliar a situação acho que é superior e mesmo um call para não tirar os Ases mais fracos do range dele também deve ser melhor.

 Mas estar a fazer uma jogada que é menos rentável que outra acaba por ser perder dinheiro, já que é dinheiro que não ganhamos, certo?

Mão #2



Nesta jogada, acho que foi errada e é preferível fazer fold, porque é um raise da 1ª posição e eu tenho mais do dobro da stack de 3 jogadores e 6x a stack de outro. Muito mau mesmo!

De resto, eu tenho estado a jogar com o HoldemManager, mas ainda não tenho aquilo bem configurado. Só tenho VPIP, PFR e 3bet nas estatísticas do HUD e não as tenho filtradas pelo número de Big Blinds. Quero ver se corrijo isso e num dos próximos posts partilho aqui a minha configuração.

A nível de mãos, ao inicio tenho jogado de forma super conservadora, fundamentalmente só pares e Ases altos,  sendo a excepção em pots com vários jogadores mãos do mesmo naipe ligadas (64s, 57s, T8s, etc). Vou começar a introduzir mais algumas mãos e aumentar o volume de jogo, para depois pegar no HoldemManager e ver o que está a funcionar e não está na fase inicial.

Gestão de Banca

Ontem 36 torneios em 4 horas e não correu grande coisa, mas felizmente ganhei o último torneio e acabei ligeiramente negativo.



Na última sessão do dia estranhamente estava a sentir-me bastante fresco e decidi abrir 16 mesas para dar um bocado mais de cor ao dia (estava a perder uns $10). Só deixei o tempo passar em uma ou duas mãos, mas quando eu estiver em melhor forma a nível de grind, acho que vou começar a meter volume a sério!

E é tudo por... "ontem" :P

$100K Dia 3

Ao contrário de ontem que acordei com bastante medo de falhar, hoje acordei bastante positivo que o desafio vai correr bem e motivado para mais um dia de desafio!

A razão para me sentir assim foi o tremendo progresso que tive nos últimos dois dias, onde passei de um ponto onde já não me lembrava de quase nada sobre como jogar torneios, para um ponto em que já me sinto mais competitivo nos micro-stakes e sei bem o que quero trabalhar a seguir!

Vou ser sincero, tenho-me ido deitar completamente exausto, porque este desafio está a implicar muitas horas de trabalho. Só ontem, demorei duas horas a escrever os posts do blog, junta-se horas de estudo, horas a responder aos seguidores e JOGAR!

No entanto..., estou a adorar fazer isto e ainda estamos no inicio! Ter a oportunidade de aprender algo interessante todos os dias, vendo a sua aplicação directa e ter tanta gente a apoiar-me tanto nas mesas como na página do facebook é revigorante!



E estou tão absorvido pelo desafio, que mesmo quando estou a fazer outras coisas acabo por estar a pensar em algo relacionado com o mesmo. Ontem tinha-me esquecido de uma coisa no carro e quando voltei para a ir buscar, pimba bati com a cabeça porque estava a pensar no desafio em vez de estar concentrado no que estava a fazer...

Estratégia

Como tinha dito ontem, hoje peguei no Kill Everyone para ver as tabelas de shove e re-steal!

Descobri que estava a ir all-in com demasiadas mãos, como 66 quando tenho 10 Big Blinds sem antes na 1ª posição. Aí o equilibrium é ir all-in com 88 e como eu levo com calls mais alargado do que os de equilibrium nessas posições, se alguma, é preferível ir all-in com menos mãos.

Depois comecei a desfolhar o livro e decidi que o tinha que reler, já que tem montes de informação importante que eu já me esqueci da primeira leitura que fiz há uns anos atrás.

Outra coisa que comecei a ter mais cuidado hoje é com algumas jogadas pós-flop quando ainda estamos com blinds pequenas.

Ex.: Todos temos 1500 fichas, blinds 15/30 e há um jogador que mete 30 fichas, eu pago 30 com 55 para ver o flop e depois as blinds também pagam para ver. Flop vem 458, os dois primeiros jogadores fazem check e o terceiro aposta 90. No abstracto a minha mão aqui é super forte, a 3ª melhor mão possível! (88 e 67 são melhores), mas se eu tiver muita acção de um destes jogadores no flop, normalmente estou batido. É preciso ter em conta as odds com que todos entrámos no pot e a acção para  controlar o tamanho do pot quando uma mão melhor é bastante provável.

A melhor coisa é provavelmente tentar jogar o pot para apostas no flop turn e river, a menos que a mão melhore para fullhouse.

Amanhã a nível de estudo, quero pegar na minha base de dados do HoldemManager e rever as mãos de mesas finais com uma ferramenta de ICM, para ficar com uma ideia de como a matemática funciona, especialmente na fase dos últimos 3 jogadores.

Gestão de Banca

Ah..., tenho uma má notícia para quem quer que eu falhe no desafio..., acabei positivo outra vez! :)



O meu plano actual é para continuar nos sits de $0.5 45 jogadores turbo até chegar aos $100 e aí passar para os de 90 jogadores $0.5 turbo. Caso chegue aos $25, desço para os $0.25 de 45 jogadores.

Algumas pessoas deixaram-me comentários a dizer que com esta estratégia nunca ia chegar a lado nenhum, porque os torneios dão pouco de prémio. É verdade que individualmente dão pouco, mas eu pretendo jogar muitos e há medida que vou melhorando e a banca vai aumentando, eu vou subindo de limites e consigo ganhar mais por hora. O plano é manter essa sucessão até chegar a jogar torneios em que o meu nível de jogo e a minha banca me permitam ganhar valores mais significativos para o resultado final do desafio, os $100K!

Podia jogar logo mais alto, sim, podia, mas ia estar a arriscar mais e punha o sucesso do desafio em causa com o risco de falir!

Voltando a hoje...,  joguei 47 torneios em 5 horas! Nesta primeira semana devo manter 5-6 horas de jogo mais umas 3-4 horas de estudo diário, sendo que assim que me sentir um pouco mais confiante e as jogadas tiverem mais automatizadas, vou tentar duplicar o volume diário e jogar uns 100 torneios por dia.

A nível de VPPs estou com 55.54 e já na próxima semana vou alcançar chromestar!



Esse estatuto criado para os jogadores dos micro-stakes dá acesso a freerolls diários (100k Privilege Freerolls) e a um freerolls semanal de $5000 realizado todos os sábados!

No sábado da próxima semana hei-de lá estar com a minha espada vermelha e as minhas duas estrelas!

Grátis e sem risco para a banca é sempre bem vindo! :)

$100k Dia 2

Ontem fui-me deitar a pensar no desafio, do que tinha feito a nível de jogo e do que podia fazer para melhorar.

Acordei uma hora mais cedo do que o despertador e imediatamente voltei à linha de pensamentos que tinha antes de me deitar...

Comecei a sentir que o desafio era demasiado difícil para eu conseguir e receio/medo de não conseguir alcançar o objectivo do mesmo.

Aí, comecei a tentar racionalizar o medo e canalizá-lo para algo produtivo. Acho que é como quando estamos numa situação perigosa..., não podemos ficar paralisados  temos que usar o sentido de sobrevivência para sair dessa situação e sobreviver!



Estava completamente absorvido pelo desafio!

Estratégia

Preparei o pequeno-almoço e como não tinha treino hoje, sentei-me à frente do computador a pesquisar sobre o formato que queria jogar hoje (torneios de 45 jogadores) no fórum do twoplustwo e encontrei uma lista de posts.

Estive a ler os posts dessa lista e achei bastante interessante o guia que eles lá tinham para estes torneios!

Foi bastante interessante ler este guia, porque recordou-me coisas que eu em tempos já soube e apercebi-me de algumas coisas importantes:


  • Tenho que ter muita atenção às stacks que faltam falar e quando é para roubar fichas sem grande mão, atacar fundamentalmente as stacks médias.

  • Tenho que me ajustar aos jogadores que jogam mais de metade das mãos aumentando substancialmente o conjunto de mãos com que meto as fichas todas.

  • Para os limites baixos não preciso de me preocupar em fazer jogadas que possam ser exploradas, porque nem os jogadores sabem explorar, nem muito provavelmente vou voltar a jogar com eles!


Também estive a ler uma discussão que eles lá tinham sobre ICM vs chipEV, mas acho que não se tirava grande coisa dali. Eu sou a favor de se jogar um bocadinho mais loose que o ICM quando podemos ficar numa situação que nos permite ganhar continuamente fichas e um bocadinho mais conservador quando temos uma situação onde podemos ficar sem grande margem de manobra para ganhar mais fichas.

De resto estive a ler as minhas notas sobre os ranges para ir all-in com 6, 10 e 15 Big Blinds, que tinha feito a partir de um livro.

Queria também pegar no Kill Everyone para dar uma vista de olhos nas tabelas de shove e re-steal, mas achava que estava no escritório e afinal quando fui para o escritório descobri que tinha o livro em casa, portanto vou ver amanhã.

Também estive a ler todos os comentários que me deixaram nos meus blogs, páginas do facebook e twitter e dentro do possível respondi a todos!

Nas páginas do facebook tenho estado a colocar mãos onde tenho dúvidas enquanto jogo e tenho tido imensa gente a ajudar-me com essas mãos! O que também leva algum tempo a ver com atenção, mas tenho aprendido bastante por aí e recomendo a quem quiser aprender e colaborar dar lá um saltinho!

Ainda na parte da estratégia...,

Fiz bastantes mais mini-raises do que ontem, escolhendo sempre com cuidado os alvos e embora ainda não saiba muito bem quais são os ranges para dar call ao 3-bet shove. Já deu para controlar melhor a stack do que ontem.

Hoje joguei 3 Heads-up e a minha estratégia foi jogar com um pequeno desvio do Nash Equilibrium.

  •  Se o jogador dava demasiados calls, eu ia all-in com um pouco menos, poucos calls, ia com um pouco mais.

  • Com 12Big Blinds ou mais se o jogador fosse passivo eu fazia mini-raises, se fosse muito agressivo eu continuava a usar o nash, a menos que quisesse induzir acção!


Não é nada de brilhante nem novo, mas definitivamente joguei melhor os Heads-Up do que ontem, pelo menos já tinha uma estratégia pensada.

Gestão de Banca

Hoje como me senti um pouco mais confortável depois de estudar um bocadinho e de relembrar coisas que eu em tempos já soube, optei por jogar torneios com 45 jogadores turbo de $0,5 e fiz sessões com apenas 9 mesas em simultâneo.

Também joguei um freeroll de 20 FPPs em que ganhei $1.75. Pode não parecer muito, mas nesta altura qualquer pequena ajuda que a banca possa ter é muito importante!



Gostei bastante mais de jogar os sits de 45 jogadores, do que os de 90 jogadores, porque cheguei mais vezes às mesas finais e tornou a experiência mais agradável.

Para já o plano é continuar com os de 45 jogadores até chegar aos $100 e depois jogar torneios com 90 jogadores de $0.5, porque tenho que aprender a jogar torneios maiores, mas ao mesmo tempo acho que é preciso uma banca maior para os de 90.

Vou continuar a jogar freerolls com os FPPs que tenho (1/dia +- para já) e daqui a dois ou três dias quando atingir chromestar (sim, piada fácil!) vou ver que freerolls novos é que tenho acesso

Acabei o dia exausto, mas acho que na próxima semana já vou estar mais habituado ao ritmo de trabalho.

De qualquer modo, foi o 1º dia positivo do desafio e isso é razão para ficar contente.

$100K Dia 1

Para este desafio, vou-me tentar abrir um pouco mais na escrita e partilhar os altos e baixos do desafio a vários níveis. Se puderem deixem por favor um comentário com a vossa opinião sobre o post para eu saber o que gostam e não gostam!

Hoje foi um dia bastante difícil, porque eu ainda estou um pouco debilitado de uma intoxicação alimentar que tive há uns dias e tinha tanta coisa planeada para hoje...:


Foi escrever posts, tratar de vídeos, responder às perguntas dos meus seguidores e ainda jogar.

Eu queria ter feito algumas coisas noutros dias, mas com a viagem às Bahamas e alguns atrasos simplesmente não consegui :(

Definitivamente um dia difícil, mas..., embora esteja exausto, gostei bastante do que fiz hoje!

Voltar às mesas da PokerStars e jogar um jogo diferente foi bastante interessante e divertido.  Também tenho que agradecer a todos os que me seguiram nas mesas e no facebook, já que tornam o meu trabalho bastante menos solitário e mais agradável!

Agora falando sobre o que aconteceu a nível do desafio...

Estratégia

Ontem tive 2 horas de coaching com um especialista em torneios de 180 jogadores. De uma forma geral a estratégia que falámos envolve jogar poucas mãos, mas fortes nos primeiros níveis, e mais mãos nas últimas posições nos níveis mais à frente, tentando explorar as tendência dos outros jogadores. A ideia que me passou foi a de ser bom jogar mais com raises com stacks superiores a 12 Big Blinds e evitar ir all-in, a menos que seja claramente a melhor jogada, de modo a diminuir a variância e sobreviver para chegar a mais situações favoráveis.

Foi isto que tentei aplicar hoje!

Abrir as mesas...

Inicialmente queria abrir as mesas de forma contínua, ou seja quando uma acaba, abro a próxima, mas rapidamente apercebi-me que nem de perto nem de longe tenho o jogo interiorizado o suficiente para conseguir estar a jogar várias níveis diferentes de forma eficiente. Então acabei por mudar de estratégia e passei a abrir 16 mesas e não abrir mais enquanto essas não acabassem. Isto tem a desvantagem de ter que estar um bocado à espera que as mesas encham, mas nesta altura acho que é o melhor.

Gestão de banca

Hoje joguei fundamentalmente torneios de $1 com 90 jogadores e acabei por perder cerca de $30, o que equivale a 30% da banca!



 

O resultado por si não quer dizer muito, já que é um jogo com bastante variância, mas senti que havia imensas situações em que eu não sabia qual era a jogada correcta.

Se quero mesmo realizar este desafio com sucesso, vou ter que estudar muito e melhorar imenso, porque a verdade é que neste momento eu sou bastante mau em MTTs.

Como este jogo tem bastante variância e eu não confio em mim para ser um jogador vencedor nestes torneios já nos próximos dias, decidi baixar de stakes e jogar torneios de $0.25 com 45 jogadores. Acho que me vai dar uma maior margem de manobra!

Houve quem perguntasse o que é que eu ia fazer se ficasse sem dinheiro na conta, se podia ou não fazer outro depósito... A resposta é Não, não posso, se acontecer ficar sem dinheiro na conta, vou ter que jogar freerolls para continuar o desafio!

Parte emocional

Hoje à medida que fui jogando, fui-me apercebendo de dúvidas que tinha em relação a várias jogadas e daquilo que tenho que aprender.

Sinto que uma parte muito importante destes torneios é o Heads-Up e dominar bem o jogo dos 2 jogadores até às 20Big Blinds acho que é fundamental para ter grandes resultados, porque a maior parte do dinheiro é decidida aí!

Para além dos HUs, acho que em geral saber jogar com menos de 20 Big Blinds várias situações diferentes pré-flop e em alguns casos pós-flop é a 2ª coisa mais importante.

Mas só estes dois tópicos já são tão complicados de estudar, há tantas possibilidades  Por um lado sinto-me um pouco assustado com as dúvidas que tenho agora e tudo o que tenho de estudar nos próximos meses para melhorar neste jogo. Mas, ao mesmo tempo..., esse é um dos factores que torna o desafio apelativo para mim, o poder aprender algo novo e diferente...

Acho que o importante é tentar não pensar muito no que se está a passar e tentar concentrar-me no que tenho que fazer para melhorar e passo-a-passo ir melhorando, caso contrário é simplesmente... demais!

Dos $100 aos $100K em torneios

Este ano o meu principal desafio vai ser transformar $100 em $100,000 a jogar torneios de Poker!



Interessado/a?

Vou explicar então  em que consiste este desafio!


  • Banca inicial $100 e zero FPPs.

  • Estatuto inicial BronzeStar e zero VPPs.

  • Só contam para o desafio torneios de várias mesas.

  • No final do desafio, vou doar para solidariedade o valor total que tiver no cashier.

  • O desafio começa hoje e termina quando atingir $100K+, ou quando terminar o ano.


O que vou jogar?

Vou começar com sngs de 45, 90 e 180 jogadores (devo precisar de umas semanas nestes...)

Depois quando a banca crescer vou acrescentar "scheduled tournaments" ao meu plano de trabalho, e mais à frente quero concentrar-me exclusivamente em "scheduled tournaments".

Vou fazer este desafio em torneios de várias mesas, porque é um formato que quero aprender e acho que é mais interessante para quem está a seguir.

Gestão de banca

A ideia é jogar com cerca de 100 buy-ins e descer/subir mal atinja os 100 buy-ins do nível anterior/seguinte.

Onde me podem seguir?

Facebook

Durante o desafio vou fazer várias actualizações  ao longo do dia no facebook, onde vou colocar algumas mãos em que tenha dúvidas ou ache interessantes. Se forem iniciantes como eu nestas andanças dos MTTs, podemos aprender juntos, se já forem mais experientes podem-me ajudar!

Blog

Aqui vou colocar uma actualização diária, com o balanço do dia e a evolução diária da banca.

Video Team Online

Busto?

Criei uma nova página no facebook 100% em português para os meus seguidores da língua da Camões, sendo que vou deixar de utilizar a página pessoal por uns tempos.

Podem seguir-me aqui: http://www.facebook.com/AndreCoimbraPt

Entretanto deixo-vos mais um printscreen que tirei hoje, desta vez do meu cashier:

5 ideias para poupar dinheiro em tempo de crise

Como tinha dito em Junho, um dos meus objectivos para os últimos 6 meses do ano era tentar reduzir as minhas despesas fixas para metade.



Vou-vos contar agora alguns métodos que descobri e espero que possam usar algumas ideias no vosso dia-a-dia

Fidelizar

Há muitas lojas hoje em dia em que se pode pedir o cartão da loja, acumular pontos e ter direito a descontos em futuras compras!

Acho que o exemplo que vai servir mais gente é mesmo o cartão continente. Nós normalmente fazemos compras uma tnvez por mês lá e para além dos produtos que estão expostos com desconto recebemos também em casa vouchers para gastar do género "10% em todas as compras",  "50% em compal light" ou ainda "10% em enlatados". Isto sempre com um período de tempo de validade.



O que fazemos quando apanhamos promoções em coisas que usamos regularmente, é comprar em quantidades grandes, mas com atenção às datas de validade.

Isto pode parecer uma coisa pequena, mas nós já poupamos com o cartão continente mais de €1000 e com esse dinheiro pode-se fazer compras maiores e aproveitar as promoções o máximo possível!

Renegociar

Em 2012 quando fez um ano do meu contracto de arrendamento, recebi uma carta a dizer que pela lei iam aumentar a renda da minha casa. Eu achei que o aumento era tão ridiculo, que falei com a minha advogada especializada em arrendamentos, mas ela disse que estava dentro da lei. Depois telefonei para os escritórios de quem me arrenda a casa e perguntei se era possível negociar o aumento da renda. A senhora que me atendeu pediu para lhe enviar um mail e disse que ia falar com o senhorio. Depois enviou-me um mail a dizer que não iam actualizar a renda este ano!



Gastei cerca de 5 minutos a telefonar e enviar o mail e poupei o aumento de renda durante 12 meses. Também já ouvi falar de casos em que as pessoas até conseguiram reduzir a renda da casa, portanto se estiverem com dificuldades financeiras ou simplesmente acharem que o que estão a pagar é demasiado, telefonem ao senhorio e perguntem se é possível renegociar a renda!

Actualizar

No que toca a telecomunicações e serviços com mensalidades em geral, é que estão constantemente a sair novos pacotes/tarifários e eles é raro avisarem os clientes que estão a pagar demais! De vez em quanto, convém ir ver as páginas dos serviços (zon, optimus, edp, etc) e ver se existe algum tarifário em que possamos economizar uns trocos.



Um exemplo disto para mim, foi no Kanguru que ao ver que havia um tarifário mais barato, fiz uma chamada e baixei a minha mensalidade em 25%!

Avaliar

É preciso avaliar o que é que realmente precisamos para ser felizes, de modo a saber o que é necessário e o que é excesso!

Quando andava no ginásio, não gostava nada de andar na bicicleta, passadeira, etc porque torna-se aborrecido rapidamente. No que toca a cardio, passei a correr na rua e gosto bastante mais. Ou seja, estou a poupar dinheiro e estou a fazer algo que gosto mais!



Muita gente paga mensalidade do ginásio só para ir fazer o seu cardio à hora de almoço ou antes/depois do trabalho. Será que não dá para ir correr ou fazer uma caminhada na rua em vez disso? Se der para poupar por exemplo €30/mês, já são €360/ano!

Planear

Planear as coisas com antecedência é sem dúvida uma óptima forma de poupar dinheiro e um exemplo muito óbvio são as viagens de avião para quem tem que viajar, já que regra geral quanto mais tarde se compram mais caras são!

Eu encontrei um outro exemplo nas idas ao cinema!

Tanto eu como a Katerina, gostamos bastante de ir ao cinema, mas se formos sem antecipar algumas coisas, o que acontece é pagarmos cada um €6+/bilhete e eventualmente uma água ou uma soda no meio da sessão que é normal ter sede. Ou seja, se formos 4x/mês podemos gastar uns €60+/mês, o que para muitas carteiras já começa a ser pesado e talvez um pequeno luxo.

Mas descobrimos que nos cinemas Zon, se tivermos o cartão deles, pagamos €3/bilhete cada um e dá para usarmos o cartão dos nossos pais. Eu ainda não tenho o cartão da Zon, então o que fiz foi pedir à minha mãe emprestado o dela.



Como também já sei que durante o filme nos dá sede/fome, quando vou ao continente costumamos comprar agua e sodas e levamos já de casa para o cinema, acabando por ficar a tipo um quarto do preço!

Assim, acabamos por gastar metade do preço no cinema sem grande trabalho extra e obtemos à mesma o valor todo. Ir ao cinema não tem que ser caro :)

Conclusão

É preciso ter atenção à parte financeira das coisas que habitualmente fazemos e ir pensando se não há uma forma mais económica de o fazer. Às vezes a forma mais económica até é melhor que a mais cara que tínhamos antes!

Diferença?

Dois printscreens tirados hoje: