$100K Vlog Bloopers



Ficam aqui os Bloopers dos Vlogs que gravei durante o desafio!

5 razões pelas quais não podes perder o TCOOP

Escrevi um artigo para o Blog da PokerStars com 5 razões para jogar o TCOOP:

"Antes de voltar da PCA escrevi um post no blog sobre os meus planos para 2014 e embora estivesse a planear jogar alguns torneios, essa seria apenas uma pequena parte da minha agenda. Os meus planos passam sobretudo por focar-me em escrever um livro onde vou partilhar o que aprendi no ano passado durante o meu $100K Challenge e jogar alguns Sit & Gos para obter algum rendimento.

Depois, comecei a olhar para o calendário do TCOOP e percebi que teria de adiar tudo para Fevereiroe jogar tantos eventos TCOOP quanto possível!

Estarei louco? Acho que a maior parte das pessoas julgam que sim, especialmente os Bloggers da PokerStars, mas vou dar-vos 5 razões pelas quais o TCOOP é fantástico!

#1: Mais fácil de encaixar na agenda
Todos os torneios são turbo ou hyper-turbo, pelo que espero gastar entre 3 a 5 horas.

Isto significa que se um evento começa às 20:00, mesmo que me corra bem não vou afectar a minha agenda no dia seguinte.

Acho que isto é extremamente importante para todos os que têm um emprego durante o dia, goste de fazer exercício físico de manhã ou, simplesmente, pessoas madrugadoras de uma forma geral.

E sabes que mais? Adoro correr de manhã!

#2: Menos resistência necessária
Normalmente, durante as grandes séries, os torneios têm estruturas muito lentas e podem demorar muitas, muitas horas, por vezes até mais do que um dia.

Sejamos sinceros: É ,muito difícil conseguir jogar o nosso melhor durante um tão longo período de tempo e um único erro pode destruir várias horas de trabalho árduo, fazendo-nos sentir desolados, etc.

Nunca te aconteceu? A mim, garantidamente, já aconteceu montes de vezes.

Mas os torneios TCOOP são diferentes. Não demoram tanto tempo, pelo que podemos jogar o nosso melhor sem obrigatoriedade de ter grandes índices de resistência.

André Coimbra PCA 4014.jpg

#3: Mais acção, menos espera
Os primeiros níveis dos torneios são, normalmente, aborrecidos para muitos jogadores.

A sério, se as pessoas quisessem realmente jogar deep durante um bocado, jogariam cash games. Na televisão mostram essencialmente os últimos níveis dos torneios, onde a acção termina pré-flop montes de vezes e isso acontece porque é aí que está uma grande parte da emoção dos torneios.

O TCOOP é todo essa emoção. Temos esse tipo de acção e bastante rapidamente, mesmo como gostamos.

#4: Grandes prizepools
A PokerStars está a garantir $15 Milhões para toda a série!

Há 50 eventos, todos com boas garantias e embora a maioria sejam de NL Hold'em, haverão também alguns formatos menos populares.

A grande estrela será provavelmente, no entanto, o $700 Main Event, uma vez que vai dar pelo menos $300K ao vencedor. Sim, podemos mesmo ganhar $300K em cerca de cinco horas a jogar poker!

Não é de loucos? Pensa nisso: dinheiro suficiente para comprar uma casa nova em cinco horas e nem precisas de falhar o teu jogging matinal!

#5: Satélites
Não tens $700 para fazer o buy-in do Main Event? Não faz mal!

Vão decorrer imensos satélites no lobby da PokerStars, a começar desde apenas 100 FPPs ou $1. E não é só para o Main Event. Há satélites para todos os eventos, incluindo satélites de última hora (deadline satellites) com montes de lugares garantidos e satélites Sit & Go que podes jogar às horas que melhor te convêm.

Conclusão
Acho que já percebeste porque é que não posso perder esta série.

Acho que o facto de ser mais conveniente para jogadores recreativos é muito bom, porque vamos apanhar jogadores que não jogariam um torneio de velocidade normal numa segunda-feira, mas poderão jogar um turbo que não condicionará os seus horários.

Os satélites também trazem muitos jogadores recreativos que não teriam possibilidade de pagar o buy-in dos torneios mais caros. A PokerStars faz um trabalho excelente no que diz respeito a satélites.

Resumindo e concluindo, acho que esta série é muito mais favorável para jogadores recreativos do que as outras séries e isso torna a experiência melhor para todos, na minha opinião, uma vez que os jogos ficam mais "suaves" para todos e ganhar uns quantos grandes all-ins é, certamente, muito divertido.

Não podes perder toda esta acção!"

$100K VLOG #40 PT-Fim

Objectivos para 2014

Antes de começar o grind este ano, quis escrever os meus objectivos para o ano!

A maior parte deles são coisas que eu tenho quase a certeza que consigo fazer, mas que ainda vão dar algum trabalho.

Conteúdo para 2014


Quem acompanhou o meu desafio em 2013, sabe que eu gastei bastante tempo a partilhar o que fui aprendendo com os meus seguidores através de análise de mãos, vídeos de estratégia e até mesmo coaching em alguns casos.

Sinceramente o que me deu mais prazer no desafio foi o feedback positivo que obtive e saber que realmente tive um impacto positivo na vida de outras pessoas!

Eu quero continuar a partilhar aquilo que aprendi de uma forma mais estruturada e escrever um livro para ajudar quem quiser aventurar-se no mundo dos torneios!

Estou a pensar dedicar umas 20 horas semanais ao livro nos meses de menor tráfego dos hypers e espero tê-lo pronto até ao final do ano.

Para além do livro, houve alguns pedidos de vídeos que eu acabei por não ter tempo para fazer em 2013, muitos sobre a utilização do holdem manager e gestão de banca. Em 2014 quero dedicar algum tempo à produção desses vídeos e também é possível que faça algum conteúdo de torneios/sit-n-gos de low-stakes!
VPPs e estatutos VIP


No inicio do ano passado pedi à PokerStars para me baixarem o meu estatuto VIP de Supernova Elite para BronzeStar, de modo a poder partilhar com os meus seguidores a melhor forma de usar os pontos em cada nível VIP.

 
Para além de ir falando regularmente no meu blog sobre o assunto à medida que fui escalando o sistema VIP deles, acabei por escrever um pequeno guia que foi publicado no blog da PokerStars e na revista que deram aos jogadores durante o PCA.




















(Basta clicar numa das páginas para ver em tamanho grande)

 
Eles ficarem bastante satisfeitos com o meu trabalho e como fui eu a pedir para me baixar o estatuto VIP por causa de promover o sistema VIP durante o desafio, acharam que era justo devolverem-me o mesmo estatuto em 2014!



Como podem ver, faltam-me menos de 250K VPPs para atingir 5 Milhões de VPPs lifetime!


Há um reconhecimento extra por parte deles dos jogadores que atingem esses VPPs e juntam-se a uma parte mais restrita do Hall of Fame, recebendo um relógio Slyde da marca PokerStars.

Slyde Watch

Este ano quero atingir os 5M VPPs lifetime até ao final de Abril e quero renovar o Supernova Elite (+- $124.400 em dinheiro) até ao final do ano.

Em relação ao que vou jogar, podem ler o artigo que escrevi sobre o assunto aqui neste blog!

Lifestyle e fitness


O ano passado foi um ano bastante duro e quando as sessões começaram a ser mais longas, deixei de correr e mais para o fim do ano de treinar, acabando por ganhar cerca de 4KG. Este ano vou dar bastante importância à parte física, tentar comer o mais saudável possível, fazer exercício regularmente e não esquecer o descanso!

A nível de objectivos quero correr uma maratona mais para a parte final do ano e atingir cerca de 14% de massa gorda (estou com 28% agora).

Resumo dos objectivos 2014

  1. - Continuar a fazer vídeos de estratégia gratuitos.

  2. - Escrever um blog semanal

  3. - Escrever um livro sobre torneios.


  4. - Atingir Supernova Elite pela 5ª vez.


  5. - Atingir os 5 Milhões de VPPs lifetime.


  6. - Correr uma maratona


  7. Atingir 14% da massa gorda

O que vou jogar em 2014?

Nos últimos meses do ano passado uma pergunta frequente foi o que é que eu ia jogar este ano e embora fosse um tema em que eu pensasse bastante, não quis tomar nenhuma decisão até ao final do ano, porque cada uma das 3 vertentes apresenta algumas vantagens.



Torneios

Eu acho os torneios muito interessantes do ponto de vista competitivo e representam um bom desafio intelectual com a diversidade/complexidade de situações que apresentam.

Acaba por ser também o formato que também dá mais visibilidade e isso como jogador patrocinado tem valor como é óbvio.

Também gostei bastante de trabalhar com o Carlos Branco nos últimos meses do ano, onde deu para revermos algumas mãos juntos e acompanhar as deep runs um do outro e acho que isso será também uma razão para continuar nos torneios, já que gostei do ambiente de trabalho.



No entanto, acho que é a pior opção em termos de qualidade de vida, já que os grandes torneios online começam ao final da tarde em Portugal e é preciso passar várias horas seguidas em frente do computador com apenas 1 intervalo de 5 minutos em cada hora . Também não permitem definir muito bem os horários, já que nunca sabemos exactamente quando vai terminar cada sessão.

A nível financeiro é possível ganhar bastante dinheiro a jogar torneios! A PokerStars faz um excelente trabalho a promover os seus torneios e com o sistema de satélites torna possível jogadores jogarem um torneio onde nunca fariam uma inscrição directa. Isto é para mim a principal vantagem a nível financeiro dos torneios em comparação com os sit-n-gos e com os cash-games, pois o mesmo não acontece nestes.

No entanto, preocupa-me a consistência de resultados que se consegue obter num ano de torneios, já que a maior parte do dinheiro vai ser disputada em meia dúzia de situações raras ao longo do ano e os resultados vão variar muito em função de como correm essas situações.

Sit-n-gos

Eu ainda me sinto confortável em relação ao meu jogo de sit-n-gos e o meu colega de equipa Jorj95 acha que eu ainda consigo bater os mid-stakes dos hypers, pelo que também é uma opção.



Nos Sit-n-gos posso fazer sessões mais curtas do que nos Torneios e ter mais controlo sobre os horários em que jogo. Em termos de horário também é melhor, porque jogando satélites termino as sessões quando começam os grandes torneios online, o que implica terminar as sessões ao final da tarde, em vez de as começar!

Consigo resultados com mais consistência ao longo de um ano desde que não me aventure em limites super altos que só se joga durante alguns meses.

Por outro lado em termos de imagem é pior, já que bons resultados em torneios geram mais notícias e o meu potencial de crescimento/progressão é bastante mais limitado.

Cash Games

O jogo parece-me ser bastante interessante, dá para fazer sessões curtas como nos sit-n-gos e tem tanto ou mais potencial de crescimento do que os Torneios.

Tal como os sit-n-gos, tem menos visibilidade do que os Torneios, mas mesmo assim um pouco mais do que os sits. Agora, a grande desvantagem é mesmo o tempo de aprendizagem, já que teria que começar praticamente do 0.

Que jogo vou jogar?

2013 foi um ano extremamente difícil onde sacrifiquei muito em termos de qualidade de vida para levar este desafio até ao fim e embora tenha sido uma experiência com bastantes pontos positivos, acabei o ano sem lucro (como seria esperado) e extremamente cansado.

A questão da qualidade de vida foi o principal factor para decidir NÃO continuar nos torneios.

Após conversar com o André Santos que é um dos melhores jogadores do mundo de cash-games, estava mais virado para cash-games (Pot-Limit Omaha) na parte final do ano.  A ideia de aprender um jogo com grande potencial de evolução e continuar a trabalhar com os jogadores do escritório agradava-me imenso!



Mas, com os outros projectos que tenho em mente para 2014 (escrever 1 livro, fazer videos, etc), não me ia poder dedicar o ano todo a cash-games, pelo que o mais provável seria não ganhar grande coisa este ano enquanto aprendia o jogo.

Uma das coisas que aprendi em 2013, é que é fácil falar em longo prazo e tomar decisões a longo prazo (anos) quando estamos a ganhar dinheiro, a ver a conta bancária a crescer, etc, mas depois de dois anos onde a minha conta bancária não cresceu, prefiro tomar a decisão que é melhor a nível financeiro a 1 ano, que é voltar aos sit-n-gos (hypers).

Isto não quer dizer que não me aventure em alguns torneios ao Domingo e durante o SCOOP/WCOOP, especialmente os mais rápidos, mas não vai ser o meu formato principal.

$100K Entrevista c/Sarah Grant (Inglês)



Esta foi uma entrevista que dei à Sarah Grant durante o PCA, que foi publicada juntamente com um artigo sobre o meu desafio no blog da Pokerstars. Explico de forma geral como foi o desafio e falo sobre a instituição escolhida para a solidariedade.